Meditação do dia

Sábado - 19/04/2014

As Epístolas de Paulo (II) – 1 e 2Coríntios
Preceitos sobre a igreja e o casamento

Uma chamada à razão

Leitura diária: 1Coríntios 6.7-11
Leitura da Bíblia em um ano: 2Samuel, capítulos 10, 11 e 12

 

Como o apóstolo sabe que existem situações desta natureza no corpo da igreja em Corinto, ele vai mais a fundo na questão afirmando que só o fato de existir a contenda, independentemente ou não de terem apelado para a justiça dos homens, é uma "completa derrota para vós, o terdes demandas uns contra os outros".


Ou seja, para a igreja de Cristo já é algo extremamente negativo haver entre os seus membros questões de discussão acerba ou mais séria, a ponto de exigirse um pronunciamento de terceiros sobre o problema, e não as próprias partes, como santos de Deus, se entenderem em busca de um acordo.


No entanto, para Paulo o assunto é mais grave, pois segundo ele expõe no versículo a seguir, os motivos para esses desencontros eram graves mesmos:


"Mas vós mesmos é que fazeis injustiça e defraudais; e isto a irmãos"
(1Co 6.8).


Paulo vai ser duro, então, com tais crentes afirmando que não adianta manterem uma aparência de santidade se na verdade estão cometendo tais ações. A gravidade da situação para esses questionadores é tal que Paulo os qualifica igualmente às mais vis práticas pecaminosas, pois, "não vos enganeis", afirma o apóstolo: "nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores, herdarão o reino de Deus" (1Co 6.9,10).

 

O apóstolo vai concluir que isto não poderia ser esperado deles. Se eram crentes, salvos pelo sangue de Cristo, não haveria como encontrá-los praticando tais comportamentos. E, então, Paulo mostra aquilo que se poderia esperar deles em verdade pois, "fostes lavados... fostes santificados... fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus" (1Co 6.11).


Como alguém que tenha recebido tal bênção poderia errar tanto?

 

Oração para o dia:

Dá-me, Senhor, a unção do teu Espírito de maneira tal que eu não me deixe levar pelos problemas do mundo para o erro e o fracasso.

Outras Meditações

Newsletter
NOME:
E-MAIL:

JUERP- todos os direitos reservados 2010