Meditação do dia

Quarta-Feira - 23/04/2014

As Epístolas de Paulo (II) – 1 e 2Coríntios
Preceitos sobre a igreja e o casamento

Um insistente conselho

Publicado: 23/04/2011

Leitura diária: 1Coríntios 7.27-35
Leitura da Bíblia em um ano: 2Samuel, capítulos 22, 23 e 24

 

O apóstolo não abandona o tema. Continua nele. Os irmãos podem, por aí, ter uma ideia da importância dele para o apóstolo na visão que possuía da igreja de Cristo como porta-voz para o mundo do evangelho de Cristo.


Como vimos no início de nossas meditações, a vida social em Roma, capital do império no seu primeiro século, era extremamente promíscua e liberal. Os que não trabalhavam para a perversão dos homens com costumes e hábitos promíscuos e concupiscentes, eram demasiadamente liberais, achando que tudo isto era normal e que não havia problemas em tais práticas. Lembremo-nos: como Roma era uma cidade aberta a todos os cultos e religiões, pois como capital do mundo recebia gente de todas as partes do mundo conhecido da época, os romanos tinham que conviver com todos os tipos de atitudes sociais e éticas:


– A escravidão trazia para dentro de Roma escravos de todas as partes do mundo, muitos deles mais inteligentes e sagazes que os cidadãos de Roma, pois a nobreza não se preocupava em estudar mas, sim, em fazer com que os seus escravos lessem, escrevessem, pensassem, enquanto eles se dedicavam apenas à "bela vida";


– Os soldados romanos eram mercenários, na realidade. As legiões romanas eram compostas mais por soldados recrutados e comprados nas outras partes do mundo do que propriamente de Roma. O número de legionários bárbaros, vindos das regiões conquistadas na Europa Oriental era enorme;


– Por sua vez, as centúrias que inicialmente eram compostas de policiais recrutados na própria cidade, pois funcionavam como as Polícias Militares municipais de hoje, estavam também recebendo recrutas de todas as partes do mundo.


Com isso, a necessidade do conselho de Paulo para uma vida casta e diferente de um mundo pecaminoso como este, onde em determinada época o número de escravos em Roma era maior do que o de cidadãos romanos, razão pela qual os crentes mais e mais deveriam se dedicar ao evangelho sem outros cuidados na vida em sociedade:


"Isto, porém, vos digo, que o tempo se abrevia...
E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar,
mas para o que é decente,
e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma"

(1Co 7.29,35).

 

Oração para o dia:

Dá-me, Senhor, o cuidado de me abster de tendências modernas que passam a mudar os hábitos querendo fazer parecer tudo normal.

Outras Meditações

Newsletter
NOME:
E-MAIL:

JUERP- todos os direitos reservados 2010